exercícios físicos

Os exercícios físicos tem o poder de multiplicar em até oito vezes as chances de sobrevivência em caso de contaminação pela Covid-19. Principalmente quando se compara àquelas pessoas que levam uma vida mais sedentária. 

Segundo uma pesquisa realizada pelo Hospital Clínico San Carlos (Madrid) feita pelos cardiologistas do Instituto Cardiovascular com todos os pacientes internados na primeira onda em abril de 2020.

Os pacientes com faixa etária de 18 a 70 anos, 57% tinham uma vida sedentária, e 42,9% praticavam exercícios regulares por pelo menos 40 minutos duas vezes na semana. 

 

Exercícios físicos benefícios ao se infectar com coronavírus

Os pacientes que praticavam exercícios físicos de modo leve ou moderado o risco e mortalidade foi de 1,8%. Já as pessoas que levavam uma vida sedentária tiveram risco de 13,8%. 

Desse modo, os pacientes que praticam exercícios físicos previnem não somente as doenças cardiovasculares, mas também constatam sua importância contra o vírus. 

Assim como, o estilo de vida das pessoas também influencia na taxa de sobrevivência da Covid-19. Segundo os pesquisadores do Hospital Clínico San Carlos (Madrid) um percentual sobre aqueles que praticam exercícios físicos e os sedentários. 

Deixando claro que as atividades físicas desempenham um papel muito grande, mas também toda a forma de viver influência,  pois dos praticantes de exercícios 3,6% eram fumantes, contra 6,7% e 16,1% eram obesos, contra 23,6%, respectivamente. 

Desta forma, os médicos começaram a recomendar que os sedentários mudassem o estilo de vida, começando a praticar exercícios físicos em casa. Sendo o início de uma vida saudável. 

Prevenção com exercícios físicos

Os exercícios físicos tem o poder de atuar na reabilitação do sistema imune de forma de estruturar gradualmente minimizando os danos causados pela Covid-19.

Durante a prática de exercícios, é liberada uma série de anti-inflamatório e citocinas pró, tendo como incremento na circulação de linfócitos, recrutando as células. 

Os efeitos conseguem levar o controle da resposta inflamatória, reduzindo os hormônios do estresse, e na intensidade de mortalidade e sintomas como no caso da infecção do covid-19. 

Desse modo, ao praticar exercícios físicos isso ajuda a reduzir a mortalidade de pacientes com pneumonia. Além disso, auxilia na reabilitação dos pacientes infectados com coronavírus. 

Assim, as pessoas vêm buscando se exercitar mais. Pois além dele apresentar benefícios significativos da inflamação sistêmica, ele auxilia no controle de peso corporal. 

Pratique atividades físicas

atividade física

A prática regular e moderada de exercício é  recomendada para prevenção das doenças metabólicas, psicológicas e físicas. Portanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as pessoas assintomáticas pratiquem atividades físicas moderadas, de 150 minutos por semana no mínimo. 

Já os adolescentes e as crianças foram atribuídos 4 vezes na semana com atividades aeróbicas. E para os adultos aeróbicos e força. Mas caso apresente algum sintoma como dispneia, febre e tosse seca, é orientado a parar com os exercícios físicos e procurar um profissional de saúde capacitado. 

Sendo assim, mesmo que a prática de exercícios físicos não impeça a contaminação da doença. Possuir a imunidade em dia ajuda na recuperação e na luta contra a infecção do covid-19. 

Desta forma, procure uma academia para se exercitar de maneira correta com o auxílio de um personal. 


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here