jejum intermitente

O jejum intermitente é uma dieta que ajuda a imunidade, melhora toda a disposição, favorece a desintoxicação do organismo e auxilia na agilidade mental. 

Então, trata-se de um jejum mais consistente, onde não se come alimentos sólidos no tempo de 16 a 36 horas seguidas, alguns dias da semana, de modo programado e ao voltar a alimentação habitual, deve-se consumir alimentos com baixo teor de gordura e açúcar. 

Para conseguir todos os benefícios, indica-se a estratégia mais comum, que é ficar sem consumir alimentos por 14 ou 16 horas, apenas tomando líquidos, como chá, água e café sem açúcar. Veja 5 coisas que você precisa saber desse jejum.

Jejum intermitente 

O jejum intermitente é  para as pessoas saudáveis e, mesmo assim, é preciso ter apoio e consentimento médico, profissional de saúde ou enfermeiro que tenha conhecimentos nesse tipo de jejum. 

1. Faça jejum com facilidade

jejum

Reduza o consumo de bebidas e alimentos gradualmente por diversos dias ou semanas, antes de iniciar o jejum intermitente.

Caso inicie o jejum abruptamente o seu corpo levará um choque, pois ele está acostumado a receber alimentos regularmente. Além disso, você pode apresentar dificuldades para manter o nível de energia durante o tempo de jejum. Portanto, comece tomando café da manhã mais tarde e jantando um pouco mais cedo. 

2. Evite alimentos e bebidas açucarados

Tomar refrigerantes e comer biscoitos antes do jejum não é legal, pois no início você pode se sentir satisfeita e saciada, mas após uma ou duas horas quando o açúcar chegar no sangue, você pode apresentar muita fome ou até mesmo ficar sem energia.

Desse modo, para que o seu corpo consiga ter energia suficiente a longo prazo é necessário de abastecer de proteínas (carne e feijão), integrais e carboidratos complexos. 

3. Reduza os exercícios

Indica-se reduzir os exercícios intensos  quando você não está bebendo e nem comendo calorias. Então, se não planeja repor os nutrientes por um tempo é preciso preservar energia para realizar as atividades do dia a dia. 

reduza exercícios

4. Medicamentos

Para iniciar o jejum é preciso conversar com o seu médico sobre os medicamentos que já toma, pois existem alguns que não devem usar em jejum, como os medicamentos para distúrbios convulsivos. 

Além disso, existem outros tipos de medicamentos, como antibióticos que precisam ser tomados com alimentos. 

5. Facilite 

No final do jejum intermitente é preciso reabastecer as calorias gradualmente. Desta forma, é preciso distribuir as calorias nas refeições. Isso vai ajudar a evitar a mudança rápida do açúcar no sangue e também a fadiga associada ao consumo de alimentos. 

Gostou das nossas dicas sobre jejum intermitente? Então, agende um atendimento com a nutricionista da Pratique e inicie agora mesmo o acompanhamento para esse tipo de jejum! 


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here