Se você está pretendendo melhorar o seu hábito alimentar, mas não sabe a diferença entre o que é uma alimentação não saudável e uma alimentação saudável, acompanhe esse texto.

Muitas pessoas estão buscando mudar alguns hábitos que não são tão saudáveis para sua vida, procurando praticar atividades físicas e também melhorar a alimentação.

Porém, como podemos melhorar o nosso hábito alimentar sem saber o que é prejudicial e o que, não é? Acompanhe esse texto para que você saiba exatamente o que é uma alimentação não saudável.

O que é uma alimentação não saudável

Importância de uma boa alimentação

Para que consigamos manter o nosso corpo com um bom desempenho de funcionamento é necessária uma boa alimentação e hidratação, ou seja, comer bem e não esquecer de beber bastante água ao longo do dia, sendo ideal 3L diários.

A alimentação correta é essencial para sua saúde, se você não se alimenta bem, de maneira adequada, pode acabar contraindo diversas doenças, por não ter nutriente suficiente para criar anticorpos.

Através de estudos concluídos, pode-se afirmar que nos Estados Unidos 45% dos óbitos de doenças cardiovasculares é causado por má alimentação, ou seja, não se alimentar de forma correta.

Algumas doenças relacionadas com o que é uma alimentação não saudável que podem levar à morte são: diabetes, infarto, derrames e câncer. E vale ressaltar que o peso da pessoa não é um fator para medir se ela se alimenta bem ou não.

O falso magro

Muitas vezes vemos pessoas magras andando pelas ruas esbanjando saúde, quando, na verdade, a alimentação de tal pessoa é péssima e ela só possui um metabolismo rápido.

Isso ocorre bastante, mas devemos saber que a magreza não é sinônimo de saúde, muitas pessoas magras que não se alimentam bem podem contrair diversas doenças, as quais já foram citadas acima.

Alguns fatores que são indicados com grande risco para saúde é o consumo de bebidas alcoólicas e o hábito tabagista, assim como medicamentos em excesso podem agredir bastante o fígado, rins e estômago.

Outro vilão, bastante conhecido, é o sódio, esse está entre os primeiros no ranking de mortalidade mundial, segundo a OMS (organização mundial de saúde).

Conciliar alimentação com exercícios físicos

Após o treino também é fundamental que você faça uma alimentação saudável, porque isso lhe ajudará a ter uma melhor recuperação dos seus músculos, além de ajudar eles no descanso.

O ideal é que você se alimente após 30 minutos de praticar o treino, se alimentando com alimentos que tenham um alto índice de glicemia, como, por exemplo a batata, o pão branco e algumas bebidas como Gatorade.

Passada uma hora após o treino é o momento em que seus músculos fazem a incorporação de glicose, então esse passa a ser a hora ideal para que você consuma carboidratos, dentre eles os mais indicados são:

  • Frutas
  • Vegetais
  • Mel

Depois de duas horas, é fundamental que você consuma alimentos que possuem um baixo nível de teor glicêmico, como, por exemplo, a lentilha, iogurte, maçã e inhame.

Se você conseguir seguir essas recomendações com certeza o desempenho em seus treinos será muito melhor. Além disso, você irá melhorar, e muito, o seu estilo de vida.

Como podemos ver, a sua alimentação tem um impacto direto nos seus treinos. Quando o seu exercício físico está em alinhamento com a sua alimentação é muito mais rápido para que você veja os resultados dos treinos.

Agora que você já sabe a diferença entre o que é uma alimentação não saudável e o que é uma alimentação saudável, comece sua dieta balanceada e melhore a sua qualidade de vida.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here