Por que fazer Pilates?

Quem já ouviu falar em Pilates certamente ficou em dúvida sobre os benefícios dessa atividade física que parece misturar aulas de ginástica com musculação e fisioterapia, não é mesmo?

Além disso, muitos equipamentos tradicionais do Pilates lembram máquinas antigas, apesar de se tratar de acessórios super modernos e importantes para a prática da atividade. Saiba por que fazer Pilates!

Como são as aulas de Pilates

As aulas são realizadas em uma tentativa de integrar corpo e mente através de mais de 500 exercícios que foram desenvolvidos pelo alemão Joseph Pilates.

O Pilates já existe há mais de cem anos e pode variar muito em relação às aulas de acordo com o objetivo que será trabalhado, principalmente considerando a grande quantidade de exercícios existentes.

As aulas costumam durar uma média de 45 minutos e geralmente podem ser realizadas em pequenos grupos, mas é possível também que existam aulas individuais, especialmente quando se trata de reabilitação física.

A busca nas aulas é o trabalho com os músculos mais profundos do corpo. Esse trabalho é feio com a união de corpo e mente através da respiração e da postura e do alinhamento da coluna.

O que é o método Pilates

O método Pilates é baseado em seis princípios que também foram pensados por seu criador. A ideia desses pilares é desenvolver a consciência corporal.

Os princípios que regem o Pilates são:

• centro de força
• concentração
• controle
• fluidez de movimentos
• precisão
• respiração

Falaremos um pouco sobre os principais pilares para que você saiba porque fazer Pilates:

Centro de força

Esse é o princípio que visa trabalhar todos os músculos ligados à coluna vertebral e sustentação dos órgãos do corpo humano. É também pensando no centro de força que o Pilates trabalha músculos profundos do corpo.

O controle da respiração é também fundamental para o trabalho com centro de força. Por isso falaremos dele adiante para você saber porque fazer Pilates.

Respiração

É considerado o pilar principal porque é através do controle da respiração que se integra corpo e mente.

Dessa forma, incentiva-se que a inspiração seja natural e feita pelo nariz, como na maioria das atividades físicas. Já a expiração é feita pela boca e deve ser apressada, ou seja, não obedece ao tempo natural do corpo.

Um dos objetivos das técnicas de respiração do Pilates é o fortalecimento do abdômen. É esse mesmo método que, se usado durante as corridas, pode ajudar a “trincar” a barriga mais rápido e complementarmente aos exercícios abdominais.

A respiração na aula de Pilates é também um ponto fundamental para equilíbrio da coluna vertebral e do tronco.

Fluidez

A fluidez é o princípio que visa utilizar a energia necessária para a realização de cada movimento e exercícios, em excesso nem economia.

Esse movimento é chamado de fluidez porque é ele que determina o foco e a concentração que os praticantes de Pilates costumam ganhar em pouco tempo.

A ideia é praticar exercícios fluidos, leves e bonitos sem brutalidade ou movimentos muito bruscos. É a fluidez que protege os músculos e tendões de possíveis lesões e torções.

Nesse ponto a ideia é um pouco parecida com as da yoga, embora os princípios não sejam os mesmos.

Agora que você já sabe por que fazer Pilates e quais os inúmeros benefícios dessas aulas, que tal procurar um local adequado e bem orientado para a prática dessa atividade física?

Uma excelente ideia é se matricular em uma das unidades da Pratique Fitness e não perder tempo! Faça a melhor aula de Pilates hoje mesmo!


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here